fbpx

PARA UMA CIDADE SOLIDÁRIA E POPULAR


Enquanto as fortunas dos mais ricos explodem, a pobreza e a precaridade desenvolvem-se perigosamente. Frente ao aumento das desigualdades, Ensemble à Gauche defende uma verdadeira redistribuição das riquezas e um reforço dos serviços públicos e das prestações sociais. A emergência climática exige também ações enérgicas da cidade. Para financiar estas medidas, Ensemble à Gauche compromete-se firmemente  pela abolição dos privilégios fiscais para os mais ricos, começando pelos grandes acionistas.

Contra os especuladores, nós defendemos firmemente o acesso ao alojamento para todas e todos. Nos dez últimos anos, permitimos assim a construção de mais de 3000 alojamentos subvencionados. Além disso, lutamos por uma cidade que não reproduza as discriminações sexistas, racistas e LGBTIfóbicas. O espaço público deve atender às necessidades da população, e não às lógicas mercantis.

A emergência climática requer uma profunda transformação da nossa sociedade, que não pode ser reduzida a esforços individuais. Isolamento de todos os edifícios, desenvolvimento de transportes públicos baratos, vegetalização, transição para energias verdes… as frentes de obras coletivas são muitas.

No dia 15 de março, votemos e convidemos a votar Ensemble à Gauche (solidaritéS-DAL), Lista 3, para o Conselho Municipal da Cidade de Genebra!

AS NOSSAS 6 PRIORIDADES

AUMENTAR DE MANEIRA SIGNIFICATIVA O SUBSÍDIO AOS TPG

para oferecer um subsídio anual TPG de 100 francos para os jovens e para os idosos e de 250 francos para o restante da população.

MUNICIPALIZAR AS CRECHES

a fim de garantir um lugar de creche para cada criança a preços acessíveis, com o objectivo de lugares de creche gratuitos, bem como a melhoria das condições de trabalho e de reforma dos funcionários.

MAIS ALOJAMENTOS ACESSÍVEIS

continuando a política de aquisição de terrenos pela Cidade para construir ou fazer construir alojamentos com aluguéis fixados de acordo com a renda.

UMA CARTEIRA MUNICIPAL PARA OS-AS MIGRANTES

que permitirá aos-às migrantes sem autorização de residência de provar a sua identidade, dando-lhes acesso aos serviços sociais, desportivos e culturais municipais.

FEMINIZAR A CIDADE

levando sistematicamente em conta as mulheres nas questões de urbanismo e reforçando sua presença simbólica (ruas, praças ou instalações) no espaço público.

PEDONALIZAR E TORNAR VERDE OS ESPAÇOS PÚBLICOS

para valorizar a vida social em cada bairro, melhorar a qualidade do ar e reduzir a poluição.

O NOSSO PROGRAMA

Ensemble à Gauche luta por:

Igualdade e justiça social

Aumento das prestações sociais
Face à explosão das desigualdades, a Cidade deve desempenhar um papel na redistribuição da riqueza.

Plano zero sem abrigos
Oferecendo abrigos noturnos e acompanhamento médico e social. 

 Municipalização dos serviços de limpeza
A Cidade não deve economizar à custa dos-as funcionários.

 

Direito à cidade

Luta contra a especulação imobiliária
Limitando o valor dos aluguéis e controlando o preço das vendas. 

Acolhimento digno para os menores não acompanhados (MNA)
Os MNA devem ter acesso a um alojamento digno e a um acompanhamento pedagógico e social. 

Uma cidade que rejeita as discriminações
A Cidade deve engajar-se ativamente contra todas as formas de racismos, sexismo, LGBTIfobia…

 

Cultura plural

Estatuto de trabalhador-a da cultura
A Cidade deve garantir uma remuneração e condições de trabalho decentes para os-as trabalhadores-as da cultura.

Cultura acessível para todos e todas
As ofertas culturais da cidade devem ser gratuitas para as rendas baixas. 

Apoio para a cultura alternativa 
Disponibilizando espaços para coletivos autogeridos.

Apoio para as minorias culturais
Apoiando as casas e as associações culturais.

 

Emergência climática

Apoio para a agricultura biológica de proximidade
Criando lojas participativas geridas pelos-as produtores-as e residentes.

Áreas pedonais em cada bairro
Para criar um espaço público convivial que favoreça a vida do bairro.

Transição energética
Apoiando massivamente as energias renováveis.

Desenvolvimento da mobilidade suave e dos transportes públicos
Prioridade para os transportes públicos, para pedestres e para bicicletas, e não para carros.

 

Democracia

Extensão dos direitos políticos aos-às estrangeiros-as
As pessoas que residem na Suíça há mais de oito anos devem ter o direito de votar e de ser eleitas nos níveis cantonal e municipal.  

Participação dos habitantes
Os residentes da Cidade devem ser consultados-as antes dos projetos de urbanismo.

Mais meios para as associações culturais, de bairro e de residentes
Os coletivos de residentes desempenham um papel essencial, e devem ser apoiados pela municipalidade. 

Paridade entre homens e mulheres no Conselho Municipal
Para acabar com a sub-representação das mulheres.

Controle estrito das despesas
As despesas dos-as eleitos-as devem ser estritamente limitadas e justificadas.

 

SOLIDÁRIO E COMBATIVO:
PIERRE BAYENET NO CONSELHO ADMINISTRATIVO

Pierre Bayenet é advogado e deputado Ensemble à Gauche no Grand Conseil. Durante muitos anos, ele engajou-se fortemente pelos direitos democráticos, particularmente pelo direito de manifestação. Defensor dos iniquilinos e dos squatters, milita pelos direitos dos-as migrantes, dos-as indocumentados, bem como pelo direito ao asilo. No Grand Conseil, ele fez aprovar uma lei que proíbe os presentes aos-às magistrados-as e apresentou um projeto de lei para garantir um parlamento paritário. Actualmente , ele defende um plano de acolhimento noturno para os sem-abrigo, o apoio aos-às menores não acompanhados-as e a transformação de 500 lugares de estacionamento em zonas verdes.

Para reforçar a democracia e a solidariedade, vote Pierre Bayenet no dia 15 de março!

OS NOSSOS 33 CANDIDATOS-AS PARA O CONSELHO MUNICIPAL 

1. Pierre BAYENET

1. Pierre BAYENET

avocat, député EàG, Association des juristes progressistes, CODHA, FIAN, MESEMROM, Prélude, comité de Pluriels – solidaritéS
2. Brigitte STUDER

2. Brigitte STUDER

conseillère municipale, psychologue, militante féministe, SURVAP, Association habitant-e-s des Pâquis, SIT, Jardins de Cocagne, solidarité Nord-Sud – solidaritéS
3. Gazi SAHIN

3. Gazi SAHIN

conseiller municipal, Tenancier du Café Gavroche, militant antiraciste et écologiste – solidaritéS
5. Corinne BONNET MÉRIER

5. Corinne BONNET MÉRIER

membre du comité du Club en fauteuil roulant Genève, Diabète GE, UNIA, Association Tourisme solidaire – DAL
5. Olivier BAUD

5. Olivier BAUD

député, enseignant spécialisé, ancien président du Conseil municipal, SPG, SSP, Pro Vélo – solidaritéS
6. Audrey SCHMID

6. Audrey SCHMID

secrétaire syndicale UNIA, Collectif Grève des Femmes*, Collège du travail – solidaritéS
7. Stéphanie BOLAY ROBIN

7. Stéphanie BOLAY ROBIN

géographe, musicienne, Collectif Grève des Femmes*, Chorale Nana’n’Air, Fédération Genevoise des Musiques de Création – solidaritéS

 

8. Alfredo CAMELO

8. Alfredo CAMELO

psychologue, Association Pluriels, militant solidarité internationale – solidaritéS
9. Livia ZBINDEN

9. Livia ZBINDEN

conseillère en action communautaire, OASI, spécialiste politiques sociales municipales  – solidaritéS

 

10. James BERCLAZ-LEWIS

10. James BERCLAZ-LEWIS

professionnel de la culture, coordinateur des programmes FIFDH, président de Super Foehn, membre Foyer Arabelle – solidaritéS

11. Charlotte MEIERHOFER

11. Charlotte MEIERHOFER

ancienne conseillère municipale, présidente commission Agenda 21, UNIA, FAHPA, ASLOCA, AVIVO, SOS femmes – DAL

 

12. José CALLAU

12. José CALLAU

traducteur, ancien fonctionnaire international – solidaritéS

 

13. Monica GRANDA

13. Monica GRANDA

journaliste, réalisatrice: migration, culture, solidarité entre peuples – solidaritéS
14. Esteban MUNOZ

14. Esteban MUNOZ

informaticien HES-SO, Comité pour des TPG gratuits, Réseau salariat, collectif Nouvelles générations Chili
15. Cécilia ZAUGG

15. Cécilia ZAUGG

gestionnaire du domaine public, Fondation des parkings, comité SIT, Club Alpin – DAL

 

16. Daniel GONZALEZ

16. Daniel GONZALEZ

travailleur social, 10 ans d’expérience au plan communal, guitariste des Vaches Laitières – solidaritéS
17. Isabelle CSUPOR

17. Isabelle CSUPOR

professeure HETSL, co-présidente AP, comité Société suisse de travail social, ASFRIS, Arcade 84, présidente du Centre d’ergothérapie, Sirocco & Quartier Musique – solidaritéS
18. David ANDENMATTEN

18. David ANDENMATTEN

technicien HUG retraité, SSP, en lutte contre la privatisation de la santé – solidaritéS
19. Maryelle BUDRY

19. Maryelle BUDRY

vieille dame indigne, indignée depuis 1968, militante féministe, pacifiste et pour le droit d’asile – solidaritéS
20. Omar KHAOUCHI

20. Omar KHAOUCHI

membre de la Fondation Camille Martin, UNIA, ASLOCA – DAL
21. Cécilia DIOLOGENT

21. Cécilia DIOLOGENT

éducatrice sociale, étudiante en master de psychomotricité, féministe, SSP, Greenpeace, Groupe sida Genève – solidaritéS
22. Sacha CAMPORINI

22. Sacha CAMPORINI

avocat-stagiaire, militant pour la défense des droits des migrant·e·s – solidaritéS
24. Fredy PLAZA MUNOZ

24. Fredy PLAZA MUNOZ

cinéaste, agent d’accueil au Fonds d’Art contemporain – DAL (ne désire pas que sa photo figure sur Internet)
25. Devrim KAMAZ-SAHIN

25. Devrim KAMAZ-SAHIN

tenancière et cuisinière du Café Gavroche, militante féministe, défense femmes migrantes – solidaritéS
26. Melisa TEKINALP

26. Melisa TEKINALP

étudiante en biologie, écosocialiste & militante pour l’égalité des sexes – solidaritéS
27. Lucien PFISTER

27. Lucien PFISTER

étudiant en socioéconomie, stagiaire OASI, bibliothécaire auxiliaire, membre AGGC – solidaritéS
28. Corinne KHAOUCHI

28. Corinne KHAOUCHI

ancienne conseillère municipale, IMAD, UNIA, médaillée Swiss Olympics – Vice-présidente du DAL
29. Charles-Louis SIMON

29. Charles-Louis SIMON

ancien secrétaire syndical UNIA, représentant ONG UNESU, Formateur de français bénévole pour adultes migrants – solidaritéS
30. Dominique GRAU

30. Dominique GRAU

horticultrice, naturaliste passionnée, animatrice Glocal, donatrice Sea Shepherd
31. Julien REPOND

31. Julien REPOND

assistant parlementaire EàG, militant en faveur des droits LGBTI et d’une laïcité démocratique, membre GSsA – soldiaritéS
32. Lucie RAMAROZOKA

32. Lucie RAMAROZOKA

étudiante en allemand, engagée en faveur de l’égalité femmes/hommes et des droits des LGBTI+ – solidaritéS
33. Christian ZAUGG

33. Christian ZAUGG

député (travaux, énergie, visiteurs), UNIA, SPG, ATE, PRO VÉLO, SATUS, président DAL